quarta-feira, 28 de maio de 2014

Herança negra

Eles chegaram aqui escravos e transformaram o País
E agora a negritude está em todo e qualquer canto
Música, literatura, culinária, religião
Difícil é dizer onde seus traços não estão

Até a Língua Portuguesa não é mais a mesma
Filho mais novo agora é caçula
Comida gostosa é quitute
Música animada é batuque
Quem quer carinho faz dengo

E quem imaginou que, um dia, a senzala faria do Brasil a sua grande casa?

O poema 'Herança Negra' foi selecionado para publicação em 2013, pelo concurso cultural Poesia Todo Dia, realizado pela editora AlphaGraphics. Foram inscritas mais de 1.100 poesias, das quais 365 foram publicadas no livro Poesia Todo Dia. O livro pode ser adquirido nas versões impressa e digital. Recebeu menção honrosa do XI Prêmio Literário Galinha Pulando (2014), realizado pelo escritor Valdeck Almeida de Jesus, sendo selecionado para publicação no livro PRÊMIO LITERÁRIO GALINHA PULANDO 2014, que pode ser comprado nos formatos e-book e impresso no site da editora PerSe. Foi ainda selecionado em 2014 pelo projeto Declame para Drummond, que, em homenagem a Carlos Drummond de Andrade, promove a circulação de poesia autoral e a formação de público nas cidades e nas redes sociais. Além disso, foi selecionado pelo projeto Folhinha Poética 2017, e publicado na revista Gente de Palavra.


Nenhum comentário:

Postar um comentário